terça-feira, 15 de setembro de 2009

Procuro-me (te)

Procuro-me, nesta ausência de mim,distante do olhar da palavra,na inutilidade das horas que teimam em passar devagar, silenciosas, talvez já mortas(como eu…).
Reconheço a alma escondidaatrás do véu da loucura e, sem vislumbrar teu rosto,reconheço os traços e o toque dos teus lábios.
Procuro-me em ti E escolho morrer nesse beijo (que quero, desejo).
Busco as palavras certas Que s’ocultam e estendem entre vogais sem nexo,e espero que me encontres aqui…Onde já me perdi!

1 comentário:

Alice Psicótica disse...

Eu já me perdi tantas vezes..E agora que me encontrei fiquei com vontade de me perder novamente!
Wolf perde-te...Com ela,com eles,connosco,mas perde-te.É o melhor conselho que te posso dar! :)

Um beijo,
Alice Psicótica